AJUDE O BLOG - COMPRE LIVROS NO LINK

quinta-feira, 10 de março de 2011

Flavio Moreira de Costa - A Noite de Mil Olhos (Os Mortos Estao Vivos)


A Editora Nova Fronteira publicou A Noite de Mil Olhos (reedição revisada de Os Mortos Estao Vivos) de Flavio Moreira de Costa que tem a seguinte sinopse extraida do site http://www.infoescola.com/livros/a-noite-de-mil-olhos/:

O romance “A Noite de mil olhos“ do gaúcho Flávio Moreira Costa lembra perfeitamente a atmosfera das ficções protagonizadas por detetives famosos como Sam Spade, a genial criação de Dashiel Hammet, e Philipe Marlowe, do escritor Raymond Chandler. Ele também se passa no interior de bares repletos de fumaças de cigarros, e seu personagem principal, Mário Livramento, é igualmente ‘cool’ e desembaraçado.

O autor constrói aqui uma trama eletrizante e bem estruturada, na qual o envolvente repórter investigativo tenta solucionar os enigmáticos assassinatos de dois ex-membros de um grupo nazista brasileiro; ele narra suas aventuras e desventuras nesta trama sombria, como se estivesse pedindo ao leitor que o ajude a decifrar este caso policial.

A história gira em torno da rearticulação do movimento neonazista, particularmente no Rio Grande do Sul, e da presença da entidade Odessa na região da América Latina e no continente europeu. Assim, o protagonista, em sua tentativa de resolver o mistério, põe o pé na estrada e vai de Copacabana à Lapa, de Lyon a Viena, de Milão a Paris.

Tudo transcorre em uma cadência vertiginosa, seguindo as nuances do imaginário do autor, o qual se soma a uma apurada investigação sobre o tema. O resultado é uma narrativa repleta de humor, com um potencial espetaculoso e cinematográfico, uma síntese dos devaneios do escritor e das inúmeras possibilidades linguísticas de que ele se vale.

Flávio Moreira Costa desde cedo atua como jornalista; ele nasceu no Rio Grande do Sul, mas reside no Rio de Janeiro desde os vinte anos de idade. Sua infância foi vivida em Santana do Livramento, daí a ideia de homenagear sua terra natal ao batizar o protagonista de sua trilogia policial.

O autor também passou por várias outras profissões; trabalhou na crítica cinematográfica, artística e literária, como editor e tradutor. Hoje ele assume sua carreira literária, já consagrada nos gêneros do romance e dos contos; sua obra está igualmente presente em algumas antologias. Já são aproximadamente 30 livros editados no Brasil.

Sua obra lhe valeu o respeito da crítica e do público; ele é considerado o escritor nacional que mais angariou prêmios nos anos 90. Flávio também é famoso pela organização de antologias de contos. Em princípios dos anos 70, Flávio publicou a primeira delas; vieram depois outras, como Crime à Brasileira e Viver de Rir I e II. No ano de 2001 ele compilou, traduziu e estruturou a obra Os 100 Melhores Contos de Humor da Literatura Universal, um sucesso imediato.

No fim de 2002 saiu do prelo o volume Os 100 Melhores Contos de Crime e Mistério da Literatura Universal. Em 2010 o autor recebeu uma significativa indicação da Unesco, permanecendo algum tempo como escritor-residente em Marnay-sur-Seine, vilarejo artístico localizado próximo a Paris. Aí ele produziu mais uma obra, a qual ainda não foi publicada.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...