AJUDE O BLOG - COMPRE LIVROS NO LINK

domingo, 31 de julho de 2011

Jorge Amado - Amor de Soldado


A Cia das Letras está relançando Amor de Soldado de Jorge Amado que tem a seguinte sinopse:

Escrita em 1944 por encomenda de Bibi Ferreira, o atormentado e trágico romance entre Castro Alves e a atriz portuguesa Eugênia Câmara é o tema desta única obra de teatro de Jorge Amado. O texto não chegou a ser encenado na época, uma vez que a companhia de Bibi Ferreira se dissolveu, mas foi publicado em livro três anos depois, em homenagem ao centenário do nascimento do poeta dos escravos.
A ação se concentra na última parte da breve vida de Castro Alves (1847-71), entre 1866 e 1870, em Recife, São Paulo e Rio de Janeiro. Em cenas rápidas e diálogos inflamados, alternados com versos célebres de combate, vemos um poeta que divide sua energia e sua inspiração entre duas paixões exigentes: Eugênia Câmara e a luta pela libertação dos escravos e pela instauração da República.
Moderno para a época, o texto inclui peças dentro da peça e um narrador que fala diretamente ao público, além de traçar paralelos entre o movimento abolicionista e a luta contra o nazifascismo no século XX. Pressupõe ainda uma encenação ousada, com atores misturados à plateia.

17º. Passo - Manter o foco


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

17º. Passo - Manter o foco

Tracei como meta ao dividir meu objetivo, que me dedicaria algumas horas para escrever cada passo a ser dado, tal meta tem sido cumprida com certa “sombra” até o momento o que me propicia ir mais fundo nos conceitos que pretendia discorrer ao longo deste livro.

Sempre que nossa meta é dividada em pequenas metas que são factiveis de serem cumpridas, o desafio de conquistar o objetivo se tornar mais plausivel a medida que o tempo vai passado e as pequenas metas vão sendo atendidas. Nos sentimos mais confiantes com nós mesmos e vamos conquistando cada fatia da torta até ter o bolo completo em nossas mãos. Isso cria uma dinâmica de conquistas que a cada momento nos traz mais vontade de conquistar outros caminhos, outros passos e consequentemente traçar novos objetivos para o futuro. A coisa flui com uma facilidade que quando vemos estamos ultrapassando nossos objetivos mais elementares quando dividimos nosso objetivo em pequenos passos a serem dados.

O importante é mantermos o foco e não comemorarmos a vitória antes do momento adequado, pois comemorar antes pode e com certeza trará a nossa frente uma nova “sombra” que com certeza poderá abalar nossa estrutura diante do objetivo que já atingimos e poderá nos colocar em berço esplêndido e com certeza não teremos a oportunidade de chegar ao objetivo final.

Por isso, a importância reside em saber definir seus limites diários de passos para poder chegar ao objetivo sem queimar etapas importantes do processo. Apesar da velocidade ser um fator importante na conclusão do objetivo, muitas vezes, colocar a carroça na frente dos bois pode no colocar a mercê da conclusão de nosso caminho e com isso não chegariamos com facilidade a nosso objetivo.

Ter calma e perseverança também são fatores primordiais para a conquista do sucesso, seja ele qual for, temos sempre que perseverá sem isso não chegaremos lá.

Uma avalanche de caminhos vai surgindo a medida que o texto vai escorrendo da minha mente para o computador que me auxilia nesta tarefa no momento. Esta avalanche vai trazendo conceitos que fazem com que cada vez mais eu tenha a vontade de manter-me no foco desta redação e chegar ao ponto que tracei como limite a mim neste texto.

Obviamente você também tem que buscar as avalanches da sua vida que poderão lhe ajudar a chegar aos seus objetivos, o importante é estamos aptos a enxergar quando estes momentos acontecem diante de nossos olhos.

Se estivermos abertos e em sintonia com o momento com vivemos com certeza as antenas nos propiciaram a captar as ondas adequadas para sintonizarmos nos caminhos rumo ao nosso objetivo maior, qualquer que seja ele.

Esteja aberto a escutar, escolhar o caminho adequado e seguir viagem rumo ao objetivo pela estrada correta, somente assim nós conseguiremos nosso sucesso esperado.

Quem diria a um mês atrás que eu teria a oportunidade de me focar nesta mensagem para você. Nem eu mesmo acreditaria que surgiria na minha vida um tempo adequado, com a concentração adequada que me propiciaria escrever estes passos que escrevi até aqui.

Somente alguém mais poderoso que todos os mortais do mundo poderia conceber esta oportunidade que estou tendo neste momento.

Do nada vamos para o tudo, assim os dias se completam a cada minuto, do nada surge um tempo que propicia escolher em parte nosso caminho e com isso temos a certeza e acabamos com a motivação necessária para buscar um caminho que possa contribuir com outras pessoas que por ventura tenham a chance de ler este livro como você está lendo.

Veja como é importante a relação do escritor com o leitor, sem o leitor o livro perde totalmente o sentido, quando livros foram publicados e jamais foram lidos por um leitor? Com certeza foram muitos ao longo do tempo, ter o privilegio de ter você como leitor deste livro me traz a grata satisfação da missão cumprida, o que seria de mim, sem você e o que seria de você sem a oportunidade de ter tido este livro em suas mãos.

Mais do que a vontade de escrever, é minha vontade de ser lido, como o própiro Paulo Coelho diz não importa a quantidade de livros publicados e vendidos e sim a quantidade de seus livros que foram realmente lidos. Espero estar no caminho certo.

Neste décimo sétimo passo, eu quero me atender ao foco de nossa vida, sem foco jamais chegaremos ao ponto crucial da conquista de nosso objetivo.

Este ponto crucial nasce muito antes da vontade de chegar ao objetivo, nasce no intimo de nosso ser, pois é lá que reside a capacidade de fazer alguma coisa concreta por nós mesmos. Somente nós mesmos temos condições de viabilizar o ambiente correto para que o sonho do objetivo se torne palpável e também conquistável.

Traçar este ponto não é tarefa fácil depende de uma correta motivação interna, motivação não é a uma coisa que alguém possa dar para outro, ela nasce dentro de nós mesmos, a motivação do “eu interior” que é a figura mais forte dentro de você mesmo.

Buscar motivação é uma tarefa diária, que gera diversas barreiras em sua vida, se não for o objetivo de uma busca diária você perde no caminho, pois, as pessoas que perdem a motivação perde a razão de viver e consequentemete perdem o bonde sua própria história.

Perder o bonde significa não ter vontade de acordar para um novo dia, não ter vontade de ir trabalhar naquele trabalho que você está, buscar manter-se em uma zona de conforto que não modificará sua vida em nada no futuro.

Eu tenho esperança que este livro possa abrir seus olhos para você mesmo. Para que você possa buscar sua própria motivação e consequentemente viabilize suas conquistas de forma a ter um enorme prazer ao chegar aos objetivos que você próprio traçou para sua vida, somente assim este livro terá seu sentido completado quando de sua existência.

O simples fato de ter a oportunidade de ser lido já é o primeiro passo para que estas mensagens sobreviviam ao longo do tempo dando a oportunidade a que outros leitores tenham acesso a este texto.

Esta oportunidade que foi criada por forças divinas, veio em momento certo, junto a uma série de fatores que fizeram com o universo conspirasse a nosso favor e bons ventos nos trouxessem a este momento.

Viver a vida é um momento supremo de felicidade para o ser humano, ter a oportunidade de compartilhar conhecimentos adquiridos ao longo de uma vida também é um fator motivacional para nossa existência, pois temos a oportunidade de crescer juntos a medida que nos dispomos a colocar no papel a mensagem que estamos colocando neste momento.

Seja feliz, busque fazer aquilo que realmente o motiva para vida, somente assim você conseguirá realmente a felicidade nas pequenas coisas do dia-a-dia, parece chover no molhado, mais a vida é realmente uma sequência de fatos que inexoradamente nos levarão todos ao mesmo final, independente, se fomos ou não felizes durante nossa vida, alguns chegaram bem antes ou depois, mas no fim tudo realmente terá um final já conhecido por aqueles que já participaram desta vida e forão, eu espero, para planos melhores.

Uma das poucas coisas que tem atravessando minha vontade de partilhar com você esta mensagem, são fortes do dores nas mãos que estão redigindo este texto, isso como certeza é oriundo dos avanços técnicos dos últimos vinte ou mais anos que alinham-se precisamente a meu tempo de trabalho com computadores. Hoje a doença do século são as tendinites das mãos e o estresse da vida moderna.

Confesso que sou adepto de ambas as doenças, pois ficou muito tempo exposto aos teclados da vida e as pressões da vida moderna.

Mesmo assim estou superando a cada momento as dores que tenho nas mãos visando chegar a meu objetivo maior que é ter tido a oportunidade de partilhar minhas ideias com você que está me lendo neste momento.

O esforço tem sido bastante grande para poder conseguir relacionar as ideias e em uma ordem lógica e colocá-las no papel. Muitas pessoas tem muita dificuldade de organizar o raciocínio e isso se deve a falta de treino mental, como comentei em algum ponto, a leitura me fez abrir a cabeça para minhas coisas, se falar alguma coisa a alguém é tarefa muito dificil, mais dificil ainda se traduz na oportunidade de orientar alguém através de um texto bem escrito e bem formado.

Hoje a leitura está perdendo espaço para tecnologias mais modernas que facilitam, eu reconheço, a comunicação, porque ao invés de aproximar as pessoas cada vez as distancia mais e mais.

No futuro estaremos presos a nos mesmos, se não tivermos a oportunidade de compartilhar nossa vida com alguém, exceto com nós mesmos.

As profecias abalam meu ser neste momento, e tenho que retomar o foco, veja como as vezes podemos nos perder por caminhos que não foram traçados na maternidade, conforme disse Cazuza na década 80.

Viver é uma questão de opção, de conceito de aonde queremos chegar com nossa vida, saber o que você mesmo quer pode parecer fácil mais para a maioria das pessoas se torna tarefa muito dificil ao longo do tempo que ficam perdidos diante das “sombras” de outrora.

Caio Fernando Abreu escreveu em um conto muito bom chamado O Inimigo Secreto, depois de muito ir e vir na história, chegamos a conclusão que o seu maior inimigo é você mesmo, por isso tenha em mente que você deve superar somente você mesmo quando traçar um caminho a ser percorrido. Se você não conseguir convencer você mesmo, não chegará a seu objetivo.

Tenha sempre isso em mente, sem isso, não adianta seguir viagem.

Pare e reflita, você realmente acredita que conseguirá chegar ao objetivo? Se não, pare e ultrapasse as “sombras” que estão no seu caminho.

sábado, 30 de julho de 2011

Juremir Machado da Silva - Vozes da Legalidade – Política e imaginário na era do rádio


A Editora Sulina acaba de lançar Vozes da Legalidade – Política e imaginário na era do rádio de Juremir Machado da Silva que tem a seguinte sinopse:

O Rio Grande do Sul teve um papel determinante na história do Brasil do século XX. É inegável. A revolução de 1930, comandada por Getúlio Vargas, levou os gaúchos a amarrarem seus cavalos no obelisco da avenida Rio Branco, no Rio de Janeiro. Por 24 anos, Getúlio, dentro ou fora do poder, influenciou os destinos dos brasileiros. Morto, deixou seus herdeiros, entre os quais, João Goulart, que se tornou duas vezes vice-presidente do país.

Em 1961, Jânio Quadros renunciou intempestivamente.

No final de agosto de 1961, há 50 anos, começou em Porto Alegre uma primavera da liberdade. O governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola, comandou a resistência ao golpe contra Jango. Requisitou a Rádio Guaíba, formou a Rede da Legalidade, distribuiu armas, mobilizou a população e, com discursos inflamados, garantiu a volta de Jango da China.
Este livro é uma história de muitas vozes, vozes da Legalidade e da ilegalidade, a voz de Brizola, em tom maior, a voz de Jango, buscando uma solução pacífica, a voz de Carlos Lacerda, governador da Guanabara, o Corvo, o eterno golpista, incendiando o ânimo dos militares contra João Goulart, a voz do general Machado Lopes, comandante do III Exército, sediado em Porto Alegre, a voz do ministro da Guerra, Odylio Denys.

Mas também a voz do renunciante, o esquisito Jânio Quadros, as vozes dos remanescentes, jornalistas, radialistas e políticos, todos muito jovens na época, que lembram a grande aventura com a justa nostalgia e o devido orgulho, a voz das ruas, a voz do Rio Grande, a voz do rádio, especialmente da Rádio Guaíba, que se tornou a cabeça de uma rede inusitada e vitoriosa.

O livro é uma história de nomes de homens, de coadjuvantes e protagonistas, quatro civis e dois militares, uma história de vozes tonitruantes, vozes da era do rádio.

16o. Passo - Quem acredita sempre alcança


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

16o. Passo - Quem acredita sempre alcança

Não vou ficar aqui posando de bom moço, pois na realidade, eu não sou um bom moço, se fosse eu teria seguido meus caminhos, muito antes deste marco que são os meus quase quarenta anos de vida.

Se não segui até aqui foi porque “as sombras” conseguiram me desviar do meu caminho, veja que eu estou justificando a minha falta de foco através das “sombras”, pois a vida é assim mesmo, nós sempre estamos culpando o outro por nossos insucessos.

Temos que parar de reclamar e buscar o caminho correto e mais concreto para trilhar os passos em busca de nosso próprio sucesso.

Não perca tempo com coisas que não agregam valor a seu caminho para chegar ao objetivo, tente conseguir dicernir qual o caminho mais apropriado para chegar a seu objetivo? Não busque atalhos que possamos lhe desviar de conseguir seu objetivo realmente de forma concreta.

Às vezes buscando atalhos acabamos com a falsa sensação de ter conseguido alguma coisa, quando na realidade estamos nos enganando, quando na realidade estamos somente perdendo tempo, pois não optamos pelo caminho mais correto para chegar ao objetivo.

Fiz muitas apresentações ao longo da minha vida, e muitas vezes, fui indagado por algum participante que tinha por objetivo colocar em cheque aquilo que eu estava apresentando. Quando ele estava achando que não estava me dando nenhuma saida que não fosse aquela que colocava em dúvida aquilo que eu mesmo havia explicado a pouco. Na grande maioria das vezes, eu consegui responder ou sair da pergunta de forma tão rápida que o participante perguntador e a plateia ficaram boquiabertos com minha presença de espírito em relação à pergunta feita.

Este exemplo demonstra que quando estamos em busca de um objetivo, que naquele caso, era dar aula, você tem que estar realmente preparado para aquela atividade, não basta ser o cara que mais sabe daquele assunto no momento, tem que ter preparação, didática, estudo prévio de situações hipotéticas que poderiam surgir naquela turma, sem isso, você não é professor, você acaba se tornando um mero repetidor de ideias dos outros.

Se você se propuser a ser realmente um professor, tem que ter planejamento prévio, tem que ter estudo prévio, sem isso, você não conseguirá ter a respeitabilidade dos participantes e consequentemente será apenas mais um professor na multidão de professores daquele lugar e não o professor Fulano de Tal.

Sempre que você realmente colocar na cabeça que conseguirá fazer algo de importante para definir os caminhos de seu objetivo com certeza você chegará a ele, somente os grandes conquistadores conseguiram deixar seu nome da história, pois simplesmente colocavam seu objetivo acima de tudo e permaneciam no foco até conseguir alcançar.

Pois que como disse Renato Russo e Flávio Venturini no refrão da música Mais Uma Vez “Quem acredita sempre alcança” e eu completo: se não acredita não alcança, pois como diz a música “mais é claro que o sol vai voltar amanhã, mais uma vez, eu sei (...)” e se o sol volta com certeza, porque o seu caminho não pode ser traçado até seu objetivo maior? Basta você acreditar que com certeza alcançá.

A vida não é feita de sonhos e sim de realizações, desde os primórdios o homem busca o conhecimento pleno de si mesmo e busca conquistar seus sonhos, para isso basta realmente focar no objetivo e acima de tudo acreditar.

Muitas referências perdidas vão e vem a minha mente enquanto traçava este passo, acabei de ler um capitulo de um livro de Jeffrey Archer onde aparecia claramente a mensagem, quem acredita sempre alcança.

Além disso, minutos antes havia lido meu horóscopo e ele dizia em outras palavras a mesma coisa. Por isso, quando o universo resolve conspirar a nosso favor não podemos deixar os astros ao acaso, temos de viabilizar nosso caminho para buscar o objetivo.

Por isso que esta oportunidade de comentar com você este principio está se tornando tão importante inclusive para meu próprio momento atual, quando qualquer “sombra” poderia me colocar para baixo, eu estou em alta performance comentado cada passo de uma conquista com vocês, pois, no final, a mensagem que ficará é aquela da música “Quem acredita sempre alcança (...)”.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

15º. Passo - Seja espontâneo


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

15º. Passo - Seja espontâneo

A espontaneidade de fazer as coisas também deve ser princípio a ser seguido quando estiver em busca de nosso caminho. O ser que é espontâneo nas atitudes faz com que os outros possam ser mais originais quando de suas ações e consequentemente não estarão afetados por possíveis “sombras” do passado.

Quando alguém para muito para pensar antes de agir, acaba poderando coisas que normalmente não afetaria sua decisão original se não houvesse parado para refletir aquelas coisas que na realidade são “sombras” que estavam ocultas até então.

Não estou dizendo com isso, que temos que fazer tudo sem parar nenhum segundo para pensar, o que estou dizendo é que temos que tentar ser mais espontaneos nas nossas decisões sem deixar que o meio nos afete fazendo que tenhamos posição diferente do que pensamos inicialmente.

Por isso, ao dar o décimo quinto passo, nós temos que focar em espontaneidade, somente assim, conseguiremos alcançar o famoso objetivo que temos pela frente, sendo espontaneo tomaremos as melhores decisões de nossa vida.

Ser espontâneo não é dizer tudo que lhe venha a cabeça sem ponderar antes, ser espontaneo é buscar a criança que já viveu em você. A coisa mais espontanea do mundo são as crianças antes da fase do colégio, todo o raciocinio está calçado no que ela conhece até aquele momento. A coisa é tão lógica que às vezes nós adultos temos que pensar bastante para entender o por que da resposta que a criança nos deu.

É isso que eu gostaria que nós recumperássemos em nossa vida, a espontaneidade livre de pré-conceitos estabelecidos pelas “sombras” que cruzam o nosso caminho.

Ao compor este texto tenho buscando ser espontaneo nas minhas colocações não dando margem para que as “sombras” contaminem este texto, veja como isso é dificil, durante o texto fiz referências a diversas “sombras” que tentaram me desviar deste objetivo.

O sentimento de poder escrever aquilo que internamente está gravado no meu ser, faz com que eu cresça mais a medida que estou colocando isso no papel para que outras pessoas como vocêm possa ler no futuro.

Isso se torna bastante importante para minha própria pessoa, pois traz a espontaneidade de poder escrever aquilo que gostariamos de passar como mensagem a você e aos futuros leitores deste texto.

Ser espontâneo nada mais é do que ser você mesmo, livre de pesos e medidas que ao longo da sua vida foram contaminando o seu ser, até fazer, com que você perdesse toda essa espontaneadade que está ainda dentro de você mesmo.

Busque a criança que você foi, assim você tomará as melhores decisões de que caminho deverá seguir daqui para frente para possa fazer algo diferente por você mesmo.

Ao fazer algo diferente com certeza você já começa a mudar o seu modo de pensar o mundo e pensar nos caminhos que o levarão ao objetivo.

É fazendo isso diferente que teremos condições de conquistar os passos, as pessoas, o ambiente que nos cerca, fazendo com que o universo comece a conspirar a nosso favor.

Por isso, nós temos que criar o ambiente ideal para conseguimos gerar a espontaneidade em todas as nossas relações.

Como fazer isso em mundo onde o imediato está tomando conta de tudo? Como ir na contramão da história que estamos vivendo no momento? Onde os meios e a velocidade de comunicação estão se sobrepondo a velocidade do próprio raciocinio do ser humano?

Simplesmente, sendo você mesmo e não deixando que as “sombras” tomem conta e o leve nesta mesma velocidade a um caminho sem rumo.

Não adianta tomar as decisões de forma rápida, sem pelo menos ponderá os caminhos iniciais que teremos que seguir.

Também não é para ficar parado no tempo, pensando, para o mundo que eu quero descer, o que estou escrevendo relaciona-se a vontade de chegar ao nosso objetivo, podendo os caminhos serem percorridos no tempo certo e dando um passo de cada vez, fazendo assim, com certeza chegaremos ao nosso objetivo.

Como comentei, nosso objetivo não pode ser buscado de forma abrupta sem a mínima organização previa. Tudo na vida depende de planejamento, por outro lado não podemos ultrapassar o tempo mínimo para planejar, pois se demoramos muito a velocidade do mundo pode botar em cheque nossas decisões antes de colocar efetivamente em prática.

Mensurar o tempo de resposta é muito importante para que possamos chegar ao caminho certo, no tempo certo e com a velocidade correta para alinharmos nossa estrategia rumo ao sucesso de nosso objetivo.

O mote deste passo é ser espontaneo em suas relações, dialogando com a criança que existe em você mesmo, buscando uma solução livre de contaminações de “sombras” que possam ter existido no seu caminho.

Quando resolvi começar a colocar este texto no papel, não me havia passado pela cabeça que seria concebido na forma de um diálogo com você, acho que este modo de escrever nos propicia a desenvolvermos melhor nossa habilidade, pois a medida que vou escrevendo posso ao mesmo tempo estar me sentido participante de uma modificação muito importante em sua e na minha vida, pois os principios que estão surgindo no texto fazem com que eu mesmo reflita sobre os próximos passos que estarei dando na sequencia a minha vida

Apesar de já buscar seguir os passos que tenho comentado até aqui, a coisa estava tão automática em mim mesmo, que às vezes eu mesmo me perdia nos caminhos que eu deveria seguir para chegar a meu objetivo maior.

Ontem mesmo, eu fiquei em silêncio neste texto, ou seja, sem escrever durante uma tarde inteira pois deixei que uma “sombra” se abatesse no meu caminho, apesar de ter consciência desta “sombra”, mesmo assim que eu não tive pulso para evitar que ela acontecesse e consequentemente acabei perdendo um dia importante de trabalho e culminou na retomada do texto somente depois das muitas horas da referida “sombra” ter sumido.

Isso demonstra a você o quando é importante não nos desviarmos do nosso objetivo, agora mesmo, eu estou aqui escrevendo e um pedaço da minha cabeça está tentando me tirar do texto querendo me levar para outras atividades.

Sempre fui um pouco autoditada nas minhas coisas, sempre busquei aprender através da experiência das pessoas que me cercam e muito através dos livros que foram lidos ao longo da minha vida, e digo não foram poucos, pois minha média não baixa de setenta leituras por ano.

Essa experiência de vida fez com que eu desenvolvesse algumas habilidades que outras pessoas jamais pensaram em desenvolver, uma delas está relacionada a ter diversos perfis de vida, dependo do chapéu que esteja usando no momento.

Para você ter uma pequena ideia do que estou escrevendo, às vezes sou um poeta, outras escritor de romances, outra especialista em contabilidade, outras auditor, muitas vezes sou pai da minha filha, outras vezes sou um eterno namorado da minha esposa. O mundo em que vivemos hoje nos tornou várias pessoas dentro de uma mesma pessoa. O que me diferencia de algumas pessoas é que eu tenho plena consciência dos muitos papeis que tenho que atuar durante um mesmo dia.

Por exemplo, enquanto minha filha está dormindo e estou liberado do papel de pai e posso me tornar o escritor deste livro que estamos escrevendo e lendo juntos.

Veja como é importante saber em qualquer papel você está, às vezes, as pessoas não se dão conta, por exemplo, no trabalho que são simplesmente apenas mais um trabalhador buscando seu sustento a cada dia, acham que o empresário depende e tem que valorizar cada passo que ele dê na empresa.

Quando na visão do empresario, você é apenas alguém de quem ele pode tirar algum proveito enquanto você tiver algum proveito para ser tirado. As pessoas se associam a algo não tangivel e acham que este algo tem alguma obrigação com elas no futuro, quando você deveria ser o ator de seu próprio personagem enquanto aquele cenário, aquele teatro estivesse disponivel para você atuar.

O que quero dizer com isso, é que você deve tirar o melhor proveito daquele momento, daquele tempo que está trabalhando para aquele empresário para poder se desenvolver, aproveitando ou criando oportunidades para se desenvolver.

Não pode ficar parado no tempo esperando que o empresário tome a iniciativa de lhe dar o melhor caminho a ser seguido, pois muitas vezes, este caminho pode simplesmente deixar de existir se você apostar todas as suas fichas naquele caminho.

Eu sempre tive em mente que era apenas mais um empregado quando passei pelas empresas em que trabalhei até o momento, por outro lado, sempre busquei as melhores oportunidades e me preparei para poder disputar estas oportunidades a medida que fossem surgindo em meu caminho.
Por isso, não deixe para estudar amanhã, o que pode ser estudado hoje, muito antes de que as pessoas pensem que aquilo deve ser estudado, se você se antecipar com certeza abrirá as melhores oportunidades para seu caminho.

Eu tento fazer isso diariamente em minha vida e busco orientar os que me cercam para fazer o mesmo, muitos conseguem abrir a cabeça e fazer diferente, outros vivem buscando o culpado por não conseguirem as coisas que gostariam de conseguir.

A dica deste passo, também é, nunca deixei de estudar, não precisa ser de um modo convencional, indo a escola, ao colégio, a faculdade, a universidade, é simplesmente ler um livro, um jornal, uma revista, assistir os noticiários, abrir a mente para as oportunidades que estão a nossa frente e às vezes ou normalmente outras pessoas acabam conseguindo as melhores oportunidades simplesmente por que nós ficamos justificando o não fazer com a seguinte frase: “mas eu não tenho tempo”.

O tempo é igual para todo mundo, o que você tem que saber é aproveitar todas oportunidades de fuga de seu próprio tempo.

O tempo de espera, em fila, em trânsito (obviamente se não estiver dirigindo), no meu caso, o tempo que você espera suas mulheres (esposa e filha) se prepararem para sair é um tempo muito grande para poder fazer outras coisas inclusive para o tempo de estudo.

Eu mesmo, como disse a pouco, leio mais de setenta livros ao ano, simplesmente porque aproveito cada momento que eu esteja sozinho para leitura de algum material, para isso, eu viabilizo toda a logistica para nunca estar sem algum material próximo as minhas mãos mesmo achando que não terei tempo durante aquele evento ou situação para leitura, ou seja, eu sempre tenho um livro, uma revista à mão quando estou me movimetando na vida.

Somente assim, o tempo pode ser melhor aproveitado, então não adianta você ficar se justificando que não tem tempo, pois ao não ter tempo, o seu próprio tempo de conquista vai diminuindo e com certeza você não chegará no caminho do seu objetivo.

Como isso eu não quero ser exemplo, pois eu não sou um dos melhores exemplos, o que eu gostaria é de lhe dar a oportunidade de refletir, o que você está fazendo para melhorar o seu dia de hoje que possa contribuir para você ter um futuro melhor daqui para frente e bem diferente do futuro que você teria se não fizesse isso hoje?

Somente você pode ter esta resposta, eu não me atrevo a cogitar um possível caminho, o que eu sei é que eu mesmo busco mudar minha vida a cada momento de forma a me desenvolver e consequentemente conquistar a oportunidade de escolha.

Como cometei em alguma parte anterior, eu mesmo abri mão recentemente de ganhar dinheiro de forma rápida em troca de melhor oportunidade de dirigir minha própria vida, não ficando com a sensação de impotência por ficar amarrado a algum contrato que me tirasse minha liberdade de escolha.

Isso já demonstra o caminho que busco para minha vida e acho que você deveria refletir quais caminhos gostaria de seguir para alcançar seus objetivos.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

14º. Passo - Eu faço o bem não importa a quem


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

14º. Passo - Eu faço o bem não importa a quem

Como fazer então para chegar lá? Basta olhar para frente e definir aonde quer chegar, se você fizer isso de forma plena, você com certeza chegará lá, aonde gostaria de chegar.

Tenha seu objetivo em mente, tenha em mente que possíveis “sombras” surgiram no caminho, tenha a vontade de fazer diferente, modifique seu caminho sempre que estas “sombras” surgirem e não perca tempo pensado no que pode daria errado pelo caminho ou no que poderá dar de errado.

Simplesmente, caminhe rumo a seu objetivo, seja você mesmo, e seja humilde e consiga tudo que você gostaria, para isso bastar olhar e seguir em frente.

Quando ficamos nos preocupando com o que os outros vão pensar, acabamos nos perdendo no caminho e ficamos perdendo tempo com coisas que não agregarão nada a nossa caminhada rumo ao objetivo.

Por isso, eu tento me manter a margem dos comentários que possam me colocar para baixo, isso é bastante dificil, pois sempre teremos pessoas no nosso caminho que tentarão, mesmo sem saber isso, nos colocar para baixo. Não podemos nos afetar por estas “sombras” do caminho, temos que seguir em frente em busca de nosso sucesso.

Quando comecei a pensar neste livro, não me havia passado pela cabeça a quantidade de “sombras” que eu tive no meu caminho antes de chegar neste texto, enquanto eu escrevo me vem a mente várias circunstâncias de vida que me desviaram da escrita deste livro.

Como isso, tanto você quando eu perdemos tempo de nossas vidas, poderiamos ter tido a oportunidade de falar sobre isso muito antes de hoje. Veja como é importante saber se desviar das “sombras” ao longo da caminhada, sem isso não chegaremos no objetivo.

Todos nós somos livres para escolher nossos caminhos, por isso, é importante sabermos para aonde vamos andar a cada passo dado, aqueles que se desviam do caminho correto acabam indo ao encontro de caminhos torturosos que cada vez mais o levam ao fundo de si mesmo, ao fundo do poço e depois que chegam lá, tentar culpar o outro por terem chegado tão fundo em suas vidas.

A culpa é sempre da mãe, do pai, do irmão, do falso amigo, do inimigo, do Estado de quem você menos imaginar, ele nunca culpa a si mesmo. Você já viu alguém que tenha sido preso que não seja inocente, ele é sempre inocente pois a culpa sempre é do outro, mesmo que o outro seja a vitima da situação.

Por isso é importante assumirmos nossa responsabilidade por nosso próprio destino, somente assim conseguiremos dar cada passo para chegar ao objetivo.

Como comentei são os pequenos passos que nos levam as grandes conquistas, sempre na trajetória de sucesso de alguém temos os pequenos detalhes que muitas vezes passam desapercebidos ao longo da carreira de sucesso.

Na minha vida, sempre tive pequenos detalhes que me nortearam a chegar aonde eu estou hoje, foram pequenos toques de pessoas que se tornaram importantes na minha vida que sequer tem conhecimento da importancia que dou a elas hoje em dia.

Escutei recentemente de um caminhoneiro que me ajudou a trocar o pneu de meu carro a seguinte frase: “Eu faço o bem não importa a quem.”

Acabei saindo daquela situação pensando: quantas vezes eu poderia ter ajudado alguém e não tive a humildade de ajudar? Quantas vezes alguém parou para me ajudar ao longo da minha vida, assim como o caminheiro, fazendo o bem sem se importar a quem?

Acho que durante a minha vida ajudei muitas pessoas ao longo da minha caminhada, tenho quase certeza que poderei estar na lembrança de muitas pessoas que passaram no meu caminho.

Com a escrita deste livro, pretendo ter a oportunidade de ajudar muito mais pessoas do que ajudei até agora, inclusive acho que farei o bem não importando a quem, como disse o meu amigo caminhoneiro naquela sexta-feira quase de madrugada.

As sucessões de motivos que me levam a escrever este livro são tantas que não caberiam no próprio livro, por isso vou somente me ater a pequenos detalhes ao longo do texto.

Sempre que buscamos conquistar algum objetivo, temos que nos nortear pelos exemplos daqueles que conquistaram seus objetivos, obviamente eliminando da lista aqueles que obtiveram seus objetivos passando por cima de tudo e de todos com falta de ética, pois estes com certeza perecerão ao longo do futuro, pois o castelo que é feito com base em cartas de baralho com certeza acaba desabando ao longo do tempo. Tenha os bons exemplos sob sua vista, assim você conseguirá chegar ao seu objetivo.

Construa de fato com caminho baseado em principios somente assim você está apto a conquistar realmente seus objetivos, não se deixe abater por pequenos contratempos que podem surgir a medida que você busque o seu caminho.

Seja forte, seja positivo, busque dar seus passos com segurança, se alguma “sombra” surgir no caminho busque uma solução que o mantenha no rumo, no caminho, somente assim você chegará de fato.

Não perca tempo tentando explicar, quem explica muito acaba não chegando aos fatos que realmente o levarão ao caminho correto.

Seja paciente, mas não subveniente ao tempo, a medida que o tempo passa, mas perto do seu objetivo você deve estar para que possa alcançá-lo.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

13º. Passo - A excelência


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

13º. Passo - A excelência

Comecei este livro falando sobre as influências de Paulo Coelho, que é um escritor que subverteu conceitos e traduzio-se em fenônemo mundial.

Paulo aparentemente traduz sua vida em ação, nunca se deixou abater pelas possíveis “sombras” que pudessem surgir no seu caminho.

Já na década de 80, quando seu sucesso começava a despontar, eu escutava dos mais criticos, que ler Paulo Coelho não era ler literatura, pois na classificação dos estudiosos era uma sub-literatura de consumo.

Imagine o que aconteceu quando Paulo Coelho entrou para a Academia Brasileira de Letras, foi o maior rebuliço literário no Brasil, como a Academia se redia para o talento de Paulo Coelho.

Por isso, é muito importante temos o nosso foco em nosso objetivo, a medida que Paulo Coelho começou a acertar seus objetivos nunca mais parou de buscar outros objetivos em sua vida.

Para termos uma ideia geral Paulo Coelho é o escritor que mais vendeu livros no mundo e que mais foi traduzido em idiomas diferentes, foi citado em discurso proferido pelo presidente dos Estados Unidos Barack Obama no Teatro Municipal do Rio de Janeiro quando de sua visita ao Brasil em março de 2011.

Por tudo isso, eu acho que é uma boa referência para nós que estamos buscando focar e chegar nos nossos objetivos.

Nesse décimo terceiro passo, a mensagem está sedimentada em buscar a excelência naquilo que você faz para obter seu objetivo, esse é um dos pontos culminantes de seu provável sucesso futuro.

Se fizermos nossas coisas tendo em mente que estamos buscando fazer sempre o melhor, inclusive o melhor de nós mesmos, com certeza alcançaremos cada passo de nosso objetivo com mais facilidade.

Tenha em mente que não podemos dispersar nossas oportunidades nos desviando de nosso caminho, ou de nosso objetivo. Sempre que possíveis “sombras” surgirem em nosso caminho temos que corrigir nossa rota visando nos colocar novamento no caminho dos passos de nossos objetivos.

Fazendo isso e controlando cada passo com seus pequenos sucessos diários com certeza chegaremos aonde gostariamos de chegar.

Tenha o exemplo de Paulo Coelho na cabeça, uma pessoa que fez tudo que podia durante a sua vida de forma intensa, buscou diariamente conquistar pequenos objetivos e chegou a grandes conquistas ao longo de sua vida e carreira literária.

Ou seja, cada pequena conquista o levou a outro caminho que lhe propiciou uma nova oportunidade de uma nova conquista.

Podemos traduzir sua vida com a seguinte frase: sempre em frente não importa o que as “sombras” possam fazer a nossa volta, o importante é nos mantermos no caminho rumo a nosso objetivo.

Busque a cada pequeno passo a conquista daquele momento, assim você estará no rumo certo de conquistar seu grande objetivo.

Faça planos que possam ser executados em pequenos blocos de objetivos, não sonhe com a conquista do mundo, conquiste primeiro sua casa, depois seu bairro, sua cidade e Estado para depois pensar no País.

Divida os objetivos em pequenos pedaços diários de conquistas, assim você conseguirá comprar seu carro novo, sua casa, concluir a faculdade, conseguir um bom trabalho e terá uma vida cheia de realizações.

Não importa qual seja seu objetivo, se você conseguir traçar o caminho com certeza chegará lá.

Veja tantos exemplos de sucesso a sua volta, inspire-se no positivo, não se perca criticando os que conquistaram alguma coisa, busque conquistar seu pedaço a cada passo dado, pense em você mesmo e seja feliz com pequenos objetivos, somente assim você conseguirá ser feliz o tempo todo.

No momento que você conseguir colocar isso dentro de você mesmo, com certeza será mais feliz com o mundo que o cerca e com o ambiente em que interage, seja feliz nos pequenos detalhes do dia a dia.

Eu levei muito tempo para ter um lugar para que eu pudesse escrever de forma tranquila, tudo que eu escrevi até ontem foi feito, mal acomodado, quase sem foco e com muito pouca concentração.

Lembram que eu comentei que nós haviamos conquistado nossa casa, nesta casa eu finalmente conseguir ter e fazer um espaço que me propicia sentar de forma adequada e escrever de forma fluente.

Este livro que você está lendo foi escrito em parte neste novo local com perfeita sintonia com meus objetivos literários, porém eu estou bastante feliz de poder compartilhar com você minhas ideias sobre como obter o sucesso a cada passo dado.

Somente assim podemos buscar nossos objetivos, tendo paciência para conquistar aos poucos cada passo e com isso chegarmos aonde queremos chegar.

Veja como eu reitero isso a cada novo passo dado, dê um passo de cada vez para chegar.

Quem tentou conquistar o mundo de uma vez só, acabou morrendo na praia antes de chegar aonde gostaria de ter chegado.

É por isso que temos que respeitar o tempo que temos pela frente e buscar cada conquista paulatinamente, sem isso não conseguiremos chegar lá.

André Maia - Inventário Físico-Contábil de Estoques: Teoria e Prática


Informamos que André Maia acaba de disponibilizar para venda em edição impressa ou em versão e-book, seu primeiro livro técnico:

Inventário Físico-Contábil de Estoques – Teoria e Prática

O presente livro aborda algumas considerações a serem observadas em relação ao bom planejamento do inventário, define e salienta conceito, finalidade e a classificação do inventário, levanta aspectos históricos sobre sua origem, menciona os pontos a serem observados em relação às legislações societárias e fiscais, destaca as normas e procedimentos descritos pelo Conselho Federal de Contabilidade e demais órgãos reguladores da ciência contábil, além de salientar pontos importantes alusivos aos papéis a serem desempenhados tanto pelo contador da organização na função de coordenador de inventário, quando pelos auditores que irão acompanhá-lo durante a realização do mesmo.

O livro pode ser encomendado ao Clube de Autores no site http://www.clubedeautores.com.br/book/49248--Inventario_FisicoContabil_de_Estoques
O autor espera que o mesmo contribua para o desenvolvimento dos profissionais de contabilidade e auditoria.

terça-feira, 26 de julho de 2011

12º. Passo - Perfeição


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

12º. Passo - Perfeição


Depois de percorrer todos esses passos que estamos dando juntos, estou chegando à conclusão que me dar a oportunidade de escrever este texto, foi à melhor coisa que você poderia ter me dado, pois se você não existisse eu não teria porque escrever este texto bastaria eu viver os princípios dele de forma plena para poder absorver suas ideias e deixar que minha vida passasse a ser modificada pelos princípios do texto.

Então vamos comemorar juntos como na canção Perfeição da Legião Urbana com composição da Renato Russo extraída do álbum O Descobrimento do Brasil:
(...)
Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta
De hospitais...
(...)
Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta
De bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isto
Com festa, velório e caixão
Tá tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou
Essa canção...
(...)

Por que comemorar deste jeito, você deve se perguntar, eu tento responder, a cada vez que eu escuto esta canção do Renato Russo, eu me dou conta de todas “as sombras” que sabotam o mundo em estamos inserridos. Então ao comemorar a possibilidade de eu compartilhar este texto com você, estou me dando a oportunidade de ajudar a mudar o mundo mesmo as mais fortes “sombras” que estão refletidas naquela canção do Renato Russo.

Veja como é importante termos em mente que devemos superar nós mesmos, quando estamos buscando um objetivo em nossas vidas. Aquele cara tipo o Renato Russo que viveu plenamente a poesia e soube subverter algumas “sombras” do seu caminho, acabou subjugado por outras “sombras” que conseguiram finalizar com sua vida.

Por isso, temos que buscar enfrentar os obstáculos e não esmorecer diante dos muros que podem surgir no nosso caminho.

Eu mesmo, hoje tinha a oportunidade de enfrentar a possibilidade de um novo caminho, surgiu uma “sombra” no compromisso que eu tinha em relação a pessoa que iria conversar comigo, pois ela teve que viajar e não teve condições de retornar em tempo para o compromisso que haviamos marcado anteriormente.

Se eu deixasse isso me abater, com certeza cancelaria o jantar e não voltaria no assunto, qual foi a solução buscada, tentar remarcar para outro dia que casualmente não poderá ser no dia de amanhã, pois ao contrário, eu tenho um novo compromisso naquele dia, então estamos buscando uma melhor oportunidade para ambos, se deixar com que “a sombra” se sobreponha no meu caminho, isso poderia colocar tudo a perder.

A cada segundo, a cada minuto, a cada hora ou cada passo, temos que ter sempre em mente que “as sombras” poderão cruzar o nosso caminho nos desviando do que realmente queremos fazer de nossa vida.

Busque sempre manter-se calmo diante das circunstâncias negativas que podem surgir a cada momento, não se martirisse com isso, seja forte, seja positivo consigo mesmo. Sendo assim, teremos a oportunidade de conquistar o mundo que nos cerca.

Sempre em frente com a cabeça erguida e os pés no chão, sempre foram as melhores formas de encarrar os problemas que surgem no nosso caminho.

Seja paciente e concencioso consigo mesmo, se for assim, certamente você chegará aonde quer.

Como eu gosto de compartilhar com você a feitura deste livro, vou deixar uma coisa bastante evidente a todos vocês, todo o livro está sendo escrito em pequenas frases, caso o livro que você tenha em mãos não esteja configurado desta forma, isso não foi vontade do autor e sim do editor.

Tentei escrever de uma forma a facilitar a leitura, até mesmo para aqueles que não se dedicam com frequência a ela, pois quase sempre que converso com alguém sobre livros, acabo em algumas máximas que sempre surgem no meu caminho:

- Somente leio livro com até 100 páginas;
- Meu Deus você lê livro com mais de 500 páginas, você deve ser louco, se não for, está quase.

Quando olham para meu escritorio biblioteca que tem mais quatro mil exemplares, a pergunta que surge é sempre a mesma:

- Você já leu todos esses livros? Eu me dou o trabalho de responder.
- Não, eu somente leio em média 70 livros por ano não conseguirei finalizar todos, pois eu compro bem mais do que eu consegui ler, apesar de ler muito mais do que a média mundial por habitante do planeta.

Não sei porque incluir isso no texto, acho que foi a forma que busquei para não ter falar que mais neste assunto por isso o texto está sendo escrito desta forma.

Visando facilitar a leitura para aqueles menos afeitos a mesma, optei por escrever de uma forma bastante espassada, para não surgirem “sombras” ao longo da leitura que pudessem justificar você não chegar ao final do livro, ou seja,pensei não somente nos leitores habituais e sim em todo e que qualquer mortal que sinta se motivado a descobrir um pouco de si mesmo.

De linha em linha, de palavra em palavra, de parágrafo em parágrafo, vão surgindo os passos que descrevem como devemos nos motivar para buscar o melhor caminho para conquistarmos o mundo que nos cerca.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Georges Simenon - Memórias de Maigret



A Editora L&PM lançou UMA NOVA EDIÇÃO do livro Memórias de Maigret no. 531 de Georges Simenon como NOVA CAPA, veja a nova capa a direita e a antiga a esquerda.

11º. Passo - Seja feliz


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

11º. Passo - Seja feliz

Quantos passos teremos que dar para chegarmos a nosso objetivo? Somente o tempo dirá, desta forma abrimos o décimo primeiro passo para descrever a nossa necessidade de sermos felizes ao longo desta caminhada.

Mas o que é felicidade? Isso depende de cada um de nós saber claramente aonde gostaríamos de chegar, jamais alguém vai ser feliz o tempo todo, pois o importante é temos mais momentos de felicidade do que infelicidade ao longo de nossa trajetória, sendo assim nosso caminho terá tido sentido.

Quantas pessoas passam a vida toda reclamando da vida? Eu mesmo, já fui descrito com o maior resmungão do planeta. Muitas vezes, o simples fato de abrir a boca para questionar alguma coisa e olha que eu sou questionador contumaz, fazia com que o ambiente que me cerca me classificasse com o “Hardy” para quem não sabe do que estou falando, trata-se um personagem de um desenho animado de Hanna Barbera que era famoso pela seguinte interação com o personagem principal que era o Lippy. Cada vez que o personagem do Lippy tentava fazer alguma coisa, o Hardy dizia:

- Oh dia! Oh azar! - Lippy, isso não vai dar certo...

E o pior que passado algum tempo, eu chego à conclusão que realmente eles sempre estiveram com a razão, quantas vezes “a sombra” tomava conta de mim, muito antes de eu me dar conta que ela existia no meu caminho.

Acho que por isso, eu me comportava com um completo perdedor, pois via todo mundo a minha volta se dando bem, fazendo coisas que muitas vezes fugiam da ética que eu pregava e consequentemente eu achava que o mundo não tinha solução.

Eu ficava justificando a minha falta de sorte com os obstáculos que eu enfrentava na minha vida. Quando na realidade era somente “a sombra” que deveria não fazer parte da minha vida, levei mais de vinte anos para me dar conta disso, até o momento que consegui me conscientizar de que tudo na vida somente depende de nós mesmos.

- Oh dia! Oh azar!

Com isso convivi com mais de vinte anos de sofrimento diário nas mais várias situações que foram enfrentadas no meu caminho, quando da minha vida eu perdi com isso? O importante é que eu me dei conta disso antes da minha vida ter chegado ao fim e agora busco partilhar com vocês a minha descoberta.

Não adianta eu lamentar agora o tempo perdido, pois o tempo já foi perdido e não volta mais, como à vida poderia ter sido bastante mais fácil para mim, se eu houvesse tido este “insight” antes. Não faltou alertas ao longo da minha caminhada, o que fiz diante deles, foi simplesmente, justificar, dizendo assim: Não adianta eu quero mudar o mundo, pois o mundo está errado, somente eu que estou certo. Quando arrogância em uma frase só, mesmo assim, eu continuei a minha caminhada até chegar aqui neste momento, aonde consigo refletir e chegar à conclusão que a solução estava diante de meus próprios olhos, ou seja, em mim mesmo.

Então aproveite a oportunidade que estou lhe dando de fazer diferente do que eu fiz em toda a minha vida, busque você mesmo e resolva seus próprios problemas sozinhos, sem culpar os outros que por ventura cruzem o seu caminho.

Somente nós seremos plenos de nós mesmos, seremos felizes dentro do limite que nós mesmos estabelecermos a nós mesmos.

Mais uma vez, o óbvio tem que ser registrado neste livro que estamos lendo e escrevendo juntos, somente assim, outros como nós terão a oportunidade de se conhecer melhor e não caírem em tentação fazendo os mesmos caminhos que fizemos até aqui.

Seja forte, seja você mesmo, busque superar “as sombras” do seu caminho, assim você construirá um futuro melhor para você mesmo e poderá viver mais satisfeito com o mundo que o cerca do que eu tive a oportunidade de viver ao longo destes quase quarenta anos de vida.

Sempre que buscamos melhorar o mundo conseguimos alavancar uma melhor sintonia com nós mesmos, buscando fazer o melhor para os outros, conseguimos dinamizar nosso tempo e acabamos colhendo frutos para vida muito melhor.

Ao longo da minha caminhada, eu tenho convicção que fiz o melhor que pude na vida e dei o melhor de mim, apesar dos contratempos que encontrei pelo caminho, acabei tendo certeza que fiz um pouco de diferença na vida de algumas pessoas que cruzaram o meu caminho ao longo da minha carreira profissional, que já se estende por mais de vinte e cinco anos, e pessoal.

Por isso, que eu digo que você deve ter em mente, que o que fizer diferente a partir da leitura deste livro, certamente contribuirá para um futuro melhor, tanto seu quanto dos que o cercam.

Coloque na cabeça, que amanhã quando acordares terá um dia bastante diferente e motivante para sua vida, basta você colocar isso na sua cabeça que obviamente vai conseguir ter um dia bem melhor do que hoje e assim sucessivamente estará conquistando oportunidade de um caminho melhor para chegar a seus objetivos mais amplos.

A nossa vida é uma constante que nos leva sempre a um novo ponto a cada momento, que estamos nos movimentando, quer seja através de nossos pensamentos mais pessoais, quer seja através de movimentos bruscos em direção ao algo mais concreto.

Traduzir ação em reação é o que motiva o ser humano, fazendo com que ele desenvolva aptidões que jamais poderia ter noção que poderia desenvolver.

Eu mesmo venho ao longo dos anos aprimorando minha escrita e buscando desenvolver melhor meus textos ao longo do tempo, acho que tenho conseguido certo sucesso nesta empreitada, pois neste momento estou quase finalizando o décimo primeiro passo, descrevendo claramente para você e para mim mesmo como consegui o sucesso esperado nesta caminhada que nos propuséssemos a fazer juntos e estamos quase chegando lá.

domingo, 24 de julho de 2011

Georges Simenon - Maigret em Vichy


A Editora L&PM lançou Maigret em Vichy de Georges Simenon que tem a seguinte sinopse:

- Você os conhece? – perguntou a sra. Maigret a meia-voz, quando o marido se virou para um casal que acabava de passar na rua.

O homem também havia se virado e sorrido. Pareceu até que ficara tentado a voltar atrás para apertar a mão do comissário.

-Não... acho que não... Não sei...

O homem era baixo, gordo, a mulher um pouco mais alta que ele e gordinha também. Por que Maigret teve a impressão de que ela era belga? Por causa da pele clara, dos cabelos quase amarelos, dos olhos azuis um pouco afundados nas órbitas?

10º. Passo - Think English


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

10º. Passo - Think English

Há cerca de quinze meses, cheguei à conclusão que eu tinha de sair de uma empresa onde trabalhei por quase quinze anos, não que eu não gostasse de trabalhar lá, mas a coisa havia se transformando em uma rotina bastante fora do comum, isso me levou a tomar a decisão que realmente eu deveria buscar novos caminhos na minha vida.

Eu sei que não fácil para ninguém largar aquilo que é certo por algo duvidoso, mais ao fazer isso, depois deste tempo passado, chego à conclusão que minha vida tornou-se bastante diferente depois que me dei à oportunidade de vivenciar novas oportunidades de carreira.

Nestes últimos quinze meses, fui sócio de uma empresa de consultoria na mesma atividade que me dediquei ao longo daqueles quinze anos, consegui simultaneamente estabelecer meu nome no meio técnico como uma referência sobre determinado assunto e após alguns meses naquela sociedade, resolvi me desviar novamente para me dedicar a outra atividade, desta vez naquela grande empresa onde assumi um cargo bastante importante que me deu a oportunidade de dar oportunidades a outros profissionais e ao mesmo ter a oportunidade que comentei no passo anterior.

Agora estou novamente em transição comigo mesmo, buscando um novo caminho a trilhar nas próximas horas, dias e meses. Eu sei que é muito difícil chegarmos à conclusão que temos que mudar, mais isso é o que é mais importante no frigir dos ovos, pois quando tomamos estes caminhos não podemos deixar as “sombras” nos abaterem.

Se você tiver que explicar isso a alguém fora da sua relação habitual, “a sombra” com certeza surgirá no seu caminho, fazendo com que você fique abatido, se você ficar abatido com certeza ela tomará conta de você mesmo, fazendo com que você rume ao fundo do poço e dai meu amigo, se você cogitar de chegar lá, dificilmente à situação melhorará ao longo do tempo, pois, uma vez que você seja afetado por isso, dificilmente se reconstruirá novamente de forma plena.

Não devemos nos abater por nada que surja no nosso caminho, temos que tomar aquilo por uma nova experiência e buscar visualizar a oportunidade que temos pela frente, pois no final é isso que nos levará a seguir em frente rumo a nosso sucesso.

Veja como isso é fácil de escrever e difícil de fazer, eu mesmo estou diante da oportunidade de cair no fundo do poço se eu deixar que “a sombra” me abata e me leve a um caminho sem volta.

Então é exatamente por isso, que eu tracei o objetivo de escrever este livro para mostrar tanto a você quanto a mim mesmo, que existem caminhos possíveis mesmo parecendo que não temos novas oportunidades pela frente.

Quando tudo parece perdido, saiba que os caminhos estão bem na nossa frente basta termos a sensibilidade de buscar alternativas que podem nos levar a solucionar nossos problemas.

Eu sei também como você, que à medida que o tempo passa muitas coisas ruins novas “sombras” vão surgir em nosso caminho, temos que buscar soluções que nos propicia em encontramos no tempo certo a solução para nosso problema, mesmo que esta solução não seja uma solução definitiva, temos que saber que optar um novo caminho pode levar a uma nova oportunidade de abrir uma nova porta neste caminho e com certeza esta porta nos levará a solução ou a outra porta que nos levará lá.

Temos buscar a força interna que nos move rumo a nosso objetivo, quando deixamos as “sombras” nos abaterem fica mais difícil nosso caminho rumo ao infinito de nós mesmos.

Por isso, eu estou empenhado em colocar tanto você tanto eu para cima somente assim jamais cogitaremos outra coisa que não nosso sucesso, mesmo que para isso tenhamos que esperar e aguentar muito tempo e muitos obstáculos terem que ser ultrapassados ao longo desta caminhada.

Meu amigo saiba que por mais que o caminho aparentemente possa nos levar a crer que não há solução. A solução está diante nossos próprios olhos, pois simplesmente, se olharmos o problema de outro modo com certeza acharemos a solução.

Quantas vezes nós vimos pessoas que em determinado momento de suas vidas, se depararam com uma doença teoricamente incurável, e conseguem rever a situação de forma a conseguir manterem-se vivos. Temos diversos exemplos ao longo da nossa vida, lembro muito bem dos casos da Ana Maria Braga, da Hebe Camargo e do exemplo de vida que tivemos como nosso ex-vice-presidente José de Alencar, todos estes exemplos demonstram que para tudo há solução.

Por que então eu ou você vamos nos abater por aparentemente não termos uma nova oportunidade de estabilização em nosso caminho, quando na realidade, pode ser que nem tenhamos que ter alguma coisa estável.

Depois de ler muita coisa, eu consegui chegar à conclusão que ter estabilidade se deve a muitos fatores que nós mesmos nos darmos conta de onde ela surgiu. Nestas leituras que fiz durante minha vida cheguei à conclusão que quem busca estabilidade normalmente são as mulheres, prova disso, é que elas acabam induzindo os homens a buscarem a estabilidade para elas mesmas.

Eu não quero dizer com isso, que não gostaria de ter estabilidade e consequentemente, buscar culpar o outro pelo momento que estou vivenciando. Na realidade, eu quero dizer que estabilidade está entranhada no nosso próprio DNA independentemente do sexo que temos, pois isso foi traçado muito antes da nossa maternidade.

Mas que loucura tudo isso, nós temos “sombras” que são dentro de nós mesmos, não foram criadas pelo ambiente nos cerca, se sim está entranhada em nosso DNA, fazendo com que tenhamos certas dúvidas ao longo da nossa caminhada.

É de suma importância que tenhamos isso presente em nós mesmos, de forma a criamos internamente aquela sensação de “deja vu” em nossos sentimentos, fazendo com que a coisa se torne automática em nós mesmos, somente assim conseguiremos chegar no nosso objetivo.

Ao escrever isso, me lembrei de uma referência de um grande professor de inglês que eu tive na minha carreira que foi o Aldo Sofia, que foi o responsável por eu saber o pouco que eu sei desta língua na minha vida, ele dizia a seguinte frase: “Think English (Pense em Inglês).” E é isso mesmo que estou escrevendo neste momento, temos que ter os sentimentos da situação entranhados em nós mesmos, pense sempre positivo, somente assim você conseguirá chegar a seu objetivo.

Mesmo que para isso tenha que remover muitas “sombras” internas ou externas do seu caminho, mesmo sem saber o porquê disso tudo.

Deixe o sentimento da vitória contaminar você, assim a vitória não tardará em chegar ao seu caminho.

Muita coisa foi escrita sobre isso ao longo dos tempos, nós devemos ter em mente que temos que abrir a nossa mente para sensação da vitória para isso devemos buscar referenciais que nos motivem mais para cima a cada momento da nossa vida.

Estes referenciais podem ser simplesmente conversar com pessoas de sucesso, busca de entendimento sobre nós mesmos, leituras aprofundadas sobre o tema que não tenhamos completo domínio.

Sabendo que você está lendo este livro, entendo que estamos dando o primeiro passo para descobrimos como chegar até este décimo passo, pois é muito importante que saibamos reconhecer que estamos no mundo para aprender, inclusive sobre nós mesmos, pois temos que ter humildade para reconhecer que não sabemos nada, inclusive desta matéria importante que é nosso “eu interior”.

Que na realidade é um completo desconhecido de nós mesmos, que é afetado pelo ambiente que o cerca, pelos caminhos que escolhe, pelas opções que faz ao longo da vida, simplesmente por pensar negativo, deixando que “a sombra” se sobreponha a sua própria vontade.

Infelizmente nós somos assim, feitos de matéria e suscetíveis aos caminhos que escolhemos, quando alguém culpa o outro por estar no caminho da bandidagem, das drogas está na realidade culpando a sim mesmo, por não ter sido forte o suficiente para escolher o melhor caminho a seguir em sua vida.

Em quantos exemplos de superação, normalmente buscamos aquela força para buscarmos a solução para nossos problemas? Por que nós temos que esperar que os exemplos surjam no nosso caminho, por que simplesmente não buscamos internamente a força de nosso sucesso?

Obviamente eu não tenho resposta, o que eu possa fazer por mim mesmo, é buscar internamente em mim mesmo isso e assim fazer diferente a partir de mim mesmo, somente assim o mundo será melhor daqui para frente. Mesmo que eu não consiga mudar o mundo, estarei muito a mim mesmo para o mundo em que vivo.

Busque então seu próprio caminho de superação, busque fazer o melhor para si mesmo, somente assim você conquistar o caminho mais adequado a seguir daqui para frente, sempre simplesmente feliz consigo mesmo desta forma você irá contribuir consigo e melhor mundo.

sábado, 23 de julho de 2011

Agatha Christie - Um Pressentinho Funestro


A Editora L&PM está publicando Um Pressentinho Funestro de Agatha Christie que tem a seguinte sinopse:

Parecia que o futuro reservaria apenas calma e tranquilidade para o casal Tommy e Tuppence Beresford. Mas, em uma visita de rotina à tia de Tommy num asilo para senhoras, Tuppence acaba conhecendo a estranha sra. Lancaster, que lhe fez uma inusitada pergunta: A coitadinha era sua filha?. Sem entender do que ela estava falando, Tuppence fica mais perplexa ainda quando descobre que a sra. Lancaster foi levada para outro asilo por uma misteriosa parente e decide investigar a fundo seu desaparecimento. O casal Beresford não vai medir esforços para entender até que ponto suas suspeitas têm fundamento, mesmo que para isso suas vidas corram perigo.

9º. Passo - Uma sombra: a revisão antecipada


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

9º. Passo - Uma sombra: a revisão antecipada

Enquanto me concentrava para poder retomar o texto, resolvi me dedicar à leitura dos primeiros cinco passos que vocês leram até aqui para verificar se eu estava no caminho certo. A simples oportunidade de fazer esta atividade pode nos levar a nos desviar de nosso objetivo, por isso, logo imediatamente finalizei a revisão daqueles cinco passos, eu me vi diante da oportunidade continuar lendo e revisando e consequetemente justificar porque eu não retomei o texto a serem escrito.

Veja como isso é importante no contexto deste livro, uma nova “sombra” estava surgindo no meu caminho, até o momento que eu me dei conta e resolvi retomar o texto.

Como eu venho comentando desde o início, sempre eu ou você seremos os culpados se não conseguirmos alcançar nossos objetivos ao longo desta trajetória para não dizer caminhada.

Este novo passo é mais um indicativo que temos que nos concentrar em nossos passos para podermos chegar ao grande objetivo, sempre que traçamos um objetivo temos que dividi-lo em pequenos caminhos, pequenos passos, como já comentei ao longo desta caminhada.

Sempre que nos perguntamos por que não chegamos, nos damos conta que o maior inimigo nosso somos nós mesmos, apesar da “sombra” tentar justificar que são os outros os responsáveis por nossos insucessos. Quando na realidade somos nós mesmos.

Eu não vou descansar enquanto eu e você não tivemos isso totalmente em mente, pois somente assim conseguiremos chegar onde gostaríamos de chegar.

Veja como é importante sabermos que nós mesmos somos os responsáveis pelo nosso futuro, e aquela ideia de que nosso destino está traçado, é pura poesia de um importante poeta de minha geração.

Nunca se desvie do seu caminho, ao fazer isso, somente estará atrasando a chegada ao seu grande objetivo, isso não quer dizer que você não alcançará o objetivo e sim que você levará mais tempo para chegar.

Isso pode e talvez o leve a desistir do objetivo, por isso, é importante que você não se desvie do caminho, pois ao se desviar outros caminhos poderão surgir e fazer com que você esqueça completamente de seu objetivo e quando lembrar talvez não haja mais tempo para alcançar, pois o tempo pode ser finito para aquele objetivo.

Tenha em mente que você define quando e aonde chegará a cada passo, por isso o nono passo é referente a você refletir sobre isso mesmo, ao longo da caminhada, mantendo o rumo no caminho correto para chegar ao objetivo.

Não deixe se abater ao longo da caminhada é como se você estive buscando água ao longo do deserto, se você desistir ou modificar seu caminho poderá não chegar à água e consequentemente finalizar seu caminho antes da hora marcada.

Vamos sempre em frente buscando oportunidade, às vezes, as pessoas perdem coisas e acham que estão à beira de um precipício quando na realidade estão diante de um novo caminho que lhe darão uma nova oportunidade.
Eu mesmo tenho uma história para contar a vocês. Há alguns meses eu tinha um cargo bastante importante em uma grande empresa do Brasil, quando chegou o final do ano eu tive que executar um plano de redução de custos no qual infelizmente eu tive que optar em desligar algumas pessoas daquela empresa.

Ao fazer estas opções muitos destes profissionais que foram desligados se sentiram perdidos ao logo do caminho, eu tentei ao falar com cada um deles deixar claro que ao fazer as escolhas eu estava avaliando as oportunidades que cada um deles teriam pela frente ao sair da empresa, muitos entenderam outros nem tanto.

Ao longo desta caminhada, depois de finalizado o processo de redução de custos na minha cabeça, resolvi reunir os profissionais remanescentes e colocar para eles todo o raciocínio feito por trás da referida redução e ao comentar isso, acabei dizendo que eu estava dando a oportunidade de alguns profissionais terem uma nova opção de vida.

Fiquei sabendo através dos corredores que alguns profissionais, estavam dizendo que jamais gostariam de no futuro que eu lhe desse uma oportunidade como aquela que eu dei aos desligados. Ou seja, isso demonstra que a maioria de nós não está preparada para as oportunidades que podem e devem surgir ao longo de nossa caminhada.

Meses depois daquele evento, eu em conjunto com minha liderança chegamos à conclusão que forma que utilizei para dar oportunidades aos profissionais não teria sido a mais adequada e resolvemos dar uma oportunidade de sair da empresa a mim mesmo e com isso, eu acabei tendo a oportunidade de escrever este livro que você está lendo.

Veja como a vida é uma caixinha de oportunidades, se eu não houvesse dado oportunidades ao longo da minha carreira a outros profissionais jamais teria tido a oportunidade de ter a oportunidade de escrever este livro.

Devo confessar que ao ter àquela oportunidade, me senti diante de uma nova “sombra”, pois a pressão que comecei a sofrer por parte de quem teve a noção do que estava acontecendo poderia me desviar de cumprir com meus objetivos ao longo deste livro.

Tenho lutado diariamente para conseguir me manter no foco e conseguir chegar ao final deste objetivo sem me perder pelo caminho. Simplesmente, ao pensar na história que acabei de comentar passa pela cabeça aonde isso vai me levar, pois até o momento presente algumas semanas depois daquela oportunidade que consegui, ainda não retomei as atividades que sustentam a minha vida. Apesar de achar que ter a oportunidade de escrever sobre isso já seria o caminho para ter uma nova oportunidade de vida.

Muitas vezes, eu fiquei me perguntando por que não alcançamos nosso objetivo, e quanto mais o tempo passa, mais eu chego à conclusão que isso somente depende de nós mesmos, por isso, eu tenho tentando me concentrar nos momentos que estou sozinho, pensado nos caminhos a serem seguidos a me dar à oportunidade de escrever este livro e consequentemente ter a oportunidade de demonstrar a você que o caminho depende somente de você.

Vamos então ao novo passo, que deve culminar com o caminho a ser percorrido por nós mesmos.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Sérgio Faraco - Lágrimas na Chuva


A Editora L&PM está publicando Lágrimas na Chuva de Sergio Faraco que tem a seguinte sinopse:

Como Arthur Rimbaud, Sergio Faraco teve sua temporada no inferno. Para que a história dela não fosse sepultada nos confins dos anos sessenta, desaparecendo no tempo como "lágrimas na chuva", o escritor desceu aos porões da memória e construiu este livro tão sofrido quanto admirável.

Em 1963, Faraco pertencia ao Partido Comunista Brasileiro. No final do ano, num dos programas do PCUS (Partido Comunista da União Soviética) para estrangeiros, foi convidado para estudar em Moscou, centro do poder da extinta URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas). Uma aventura enriquecedora, amarga e perigosa, que durou pouco mais de um ano.

O fascínio de uma cultura riquíssima, a mesquinharia da política, a intolerância dos burocratas, os radicalismos insensatos e uma pungente história de amor compõem este painel que é um misto de relato de viagem e livro de memórias, a culminar num grande pesadelo. Depois de uma série de conflitos com chefetes políticos ligados aos partidos brasileiro e soviético, Faraco foi internado em regime de reclusão, sob pesada bateria de medicamentos, numa clínica de "reeducação". Era este, na época, um procedimento de rotina em relação àqueles que se rebelavam contra o ultra-esquerdismo do Partido. Esse período dramático é narrado passo a passo.

Lágrimas na chuva é um livro confessional que emociona, ensina e traz, sobretudo, a marca do grande narrador e agora chega também na Coleção L&PM Pocket.

8º. Passo - Colocando títulos


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

8º. Passo - Colocando títulos


Enquanto eu finalizava o sétimo passo, surgiu à ideia de colocar títulos em cada passo, mesmo a ideia surgindo naquele momento, eu somente resolvi colocar os títulos que você vê neste livro a cada passo ou não, depois de eu ter percorrido mais de cem páginas escritas e finalizadas para que eu realmente tivesse a certeza que colocaria títulos em cada passo.

Isso é uma evidencia de uma “sombra” que poderia ter me abatido durante a feitura do livro que poderia ter me desviado da escrita do texto e ter trazido a minha mente a preocupação de colocar títulos.

Quando eu deveria ficar focando em escrever o texto e não me preocupar com as chamadas perfumarias no texto que obviamente poderão fazer algum diferencial somente quando da edição final deste texto que pode inclusive nunca acontecer de fato.

Achei importante destacar esta “sombra” durante a redação do oitavo passo para que você pudesse ter em mente que esta pequena “sombra” poderia ter colocando em cheque todo texto que você tem em mãos neste momento.

Temos sempre que superar as “sombras” à medida que elas forem aparecendo em nosso caminho, sem isso, não conseguiremos conquistar nossos objetivos.

O oitavo passo nada mais é do que superar as “sombras” sem pestanejar, sem ressentimentos, sem sentimentos de derrota, temos que estar focando no positivo e ter o positivo em mente, sem isso, jamais conseguiremos conquistar nossos sonhos, nossos objetivos, não se esqueça de dar um passo de cada vez, sem isso, não chegaremos.

Muita coisa vai surgindo à medida que eu estou escrevendo este texto, este livro, poderia simplesmente nunca chegar de fato a existir, se não existisse o sentimento de que eu tenho que alertá-los sobre os perigos que surgem quando estamos em busca de algum objetivo, mesmo que este objetivo aparentemente seja fácil de ser alcançado.

Estes perigos se formam sem que você se dê conta que tais perigos possam existir diante de seu caminho, a simples questão de uma dúvida surgir ao longo da caminhada já um perigo a ser superado no seu caminho, se você não tiver isso em mente não conseguirá superar este obstáculo e ele com certeza se traduzirá em uma “sombra” que colocará em cheque seu objetivo.

Não se deixei abater por perigos ou “sombras” no caminho, busque opções e reflita que o importante é chegar ao objetivo, não importa como. Observe que eu tenho uma ressalva, desde que você não destrua nada no seu caminho. Isso não é uma “sombra” é um princípio ético que você sempre deverá ter mente. Devemos construir sempre, e jamais destruir para alcançar nossos objetivos.

Observe que estou escrevendo um livro e em nenhum momento estou comentado sobre outros livros que poderiam colocar em cheque os conceitos que estou colocando no papel.

Durante minha vida, me dediquei muito à leitura e já li alguns livros que colocam e trouxeram princípios de destruir para construir algo diferente, simplesmente pela vontade de acabar com aqueles que tiveram algum sucesso antes de você.

Acho que cada um de nós pode construir seu sucesso independentemente da destruição de outros sucessos ou pessoas pelo caminho, o principio da ética nas relações deve nortear nosso caminho rumo a nosso objetivo, sem isso, jamais seremos pessoas completas em relação a nosso eu existencial.

Muitos dos passos que eu dei em minha vida foram condicionados ao principio da ética nas relações e acho que por isso eu acabei não me desenvolvendo tão rapidamente com outras pessoas de minha geração.

Sempre tenha em mente, que não podemos passar por cima dos outros para conquistarmos nossos objetivos, o que é nosso, ninguém tira, basta sobrepormos a nossa vontade de conquistar antes de qualquer outro sentimento que possa vir a colocar em cheque esta própria vontade.

Às vezes conquistar resume-se em sentir-se feliz consigo mesmo, sem altos e baixos, sempre buscando a capacidade de ser você mesmo, independente das críticas ou visões dos que o cercam. Temos que nos fazer felizes, mesmo que para isso tenhamos que passar por cima de traumas do passado.

O que eu quero dizer com isso, é que não podemos deixar as “sombras” de nosso passado nos impedirem de chegar onde gostaríamos de chegar. Não é por que no passado eu não consegui aquilo que queria com a velocidade que gostaria que eu não pudesse conquistar isso hoje de um modo diferente e no meu próprio tempo de maturação.

Para isso podemos buscar inspiração onde quisermos buscar, eu, por exemplo, me inspiro em grandes escritores que em determinado momento de suas vidas, obtiveram reconhecimento por seus trabalhos e conseguiram conquistar a liberdade de escrever, quando quisessem e o que bem quisessem escrever.

Acabei de ler uma entrevista de Martha Medeiros, escritora brasileira, gaúcha de nascimento e alma que a mais de 25 anos conseguiu começar a se dedicar a seu oficio e hoje consegue ter reconhecimento nacional com suas opiniões escritas e publicadas ao longo de sua carreira. Quando eu leio estes tipos de depoimentos, mais eu me convenço que eu deveria parar um pouco de me dedicar a atividades que não me dão prazer e parar para escrever este livro que vocês estão lendo.

Neste oitavo passo, o importante é colocarmos nossa prioridade à frente em cada momento das novas vidas, visando chegar a nosso objetivo que é ter a oportunidade de fazer aquilo que gostaríamos de ter feito ao longo de nossas vidas.

Sempre que tivermos isso em mente com certeza chegaremos ao resultado que gostaríamos de chegar, basta manter o foco em si mesmo e não deixar que a “sombra” nos abata pelo caminho que estamos trilhando.

Veja como o vai e vem das ideias vão se somando ao longo desta caminhada e nos propiciando dialogar a cada passo dado. É sempre importante ter nosso próprio senso do ridículo quando buscamos nosso sonho, pois se nós mesmos não delimitarmos adequadamente não chegaremos naquilo que queremos, ou seja, um passo de cada vez, sempre é o guia que devemos observar daqui para frente e sempre em frente.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Moacyr Scliar - A Massagista Japonesa


A L&PM está publicando A Massagista Japonesa de Moacyr Scliar que tem a seguinte sinopse:

A massagista japonesa reúne 35 crônicas de Moacyr Scliar escritas na década de 80. Como foi uma característica permanente de seu trabalho como cronista, o autor usa como matéria-prima pequenos detalhes do cotidiano, sempre permeado pelo humor. Com um olhar aguçado para captar o absurdo, Scliar dá novos contornos ao mundano, denunciando pelo grotesco as loucuras do dia a dia. No texto que empresta o nome ao livro, o choque de realidade causado pela massagista japonesa é apenas um exemplo da grande arte que é escrever sobre miudezas da vida.

7º. Passo - Você é o objetivo


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

7º. Passo - Você é o objetivo


Abra sua mente, deixe os pensamentos positivos tomarem conta de seu ser, somente assim você chegará onde gostaria de chegar.

Eu mesmo posso comentar que é isso é bastante difícil, ao longo destes meus quarenta anos de existência, muitas vezes ou quase sempre deixei o negativo me abater e me colocar para baixo.

Quando não era o negativo que tomava conta de mim, eram as pessoas do meu ambiente que colocavam isso na minha cabeça, pois durante muito tempo da minha vida, eu fui e sou visto com um cara altamente negativo que sempre pesa cada passo e as consequências antes sequer de dar aquele primeiro passo.

Isso pode parecer loucura, como um cara que tem estas características, resolve escrever um livro para demonstrar que o contrário é o que deve ser feito.

Realmente é uma contradição interna que foi superada pela minha pessoa ao longo da minha longa caminhada rumo às conquistas da minha vida.

Alguns exemplos de conquistas que eu tive ao longo da minha vida, eu fui cara absolutamente tímido na minha adolescência e acabei desenvolvimento habilidades de comunicação que me permitem apresentar uma aula ou um seminário para muitas pessoas (já enfrentei mais de trezentos em um mesmo evento) desde que eu tenha me preparado para alcançar os objetivos.

Além disso, consegui junto com minha família, conquistar o sonho da casa própria o que me trouxe certa tranquilidade. Esta tranquilidade foi conquistada há pouco tempo somente quando realmente eu coloquei na cabeça que tudo dependia de mim mesmo e de que eu realmente gostaria de conquistar, por isso comecei traçando pequenos objetivos que foram se concretizando ao longo do caminho e fizeram com que conquistássemos estes passos que formaram a conquista deste nosso objetivo.

Muitos obstáculos internos e também externos foram ultrapassados para podermos conquistar o que gostaríamos de conquistar. Não é fácil, não se abater pelas “sombra”s que surgem a cada dia, por isso é extremamente importante que consigamos dar cada passo no momento certo, sempre optando pelo caminho adequado rumo ao objetivo.

Agora mesmo enquanto eu estou discorrendo sobre este passo, fui abruptamente atrapalhado pelo toque de um telefone fixo, que fez com que eu parasse meu raciocínio e me desviasse para outro assunto, tomei pé disso, no momento que desliguei a ligação fiz uma pequena anotação para não esquecer o objetivo da ligação e retomei ao texto para não perder a motivação de estar aqui escrevendo esta história para vocês poderem refletir, que somente depende de você mesmo conquistar seus objetivos.

Eu mesmo, enquanto, busco transmitir isso no texto, tenho me perguntado se realmente conseguirei chegar ao final deste livro, obviamente se você está lendo eu realmente conseguir chegar lá.

Porém, para que eu conseguia chegar lá, terei que superar a cada momento, a cada segundo, todas as “sombra”s que poderão colocar em cheque a finalização deste texto, mesmo eu sabendo disso tudo, me sinto vulnerável a estas possíveis e prováveis “sombras” que surgirão no nosso caminho medida que eu for discorrendo sobre cada novo passo.

Desta forma, vamos dando cada passo de cada vez e estaremos escolhendo cada caminho a ser trilhado à medida que estes caminhos estiverem se submetendo as nossas próprias escolhas.

Nem sempre vamos acertar o caminho, por isso não poderemos nos abater pelas “sombras” que surgirem, pois à medida que escolhas erradas possam ser feitas, teremos que corrigir a rota para que possamos retomar o caminho rumo ao objetivo, que no meu caso é finalizar este livro para que você tenha a oportunidade de saber um pouco mais sobre os caminhos que teremos a cada passo dado.

Escolhas irão surgir à medida que cada passo for sendo dado, o importante é termos em mente que as escolhas deverão ser feitas observando o caminho de nosso grande objetivo, mesmo que para isso, tenhamos que ter a sensação de ter perdido alguma coisa ao longo do caminho ou da escolha.

Eu mesmo estou vivenciando isso na prática, recentemente, optei por um caminho que me tirou a oportunidade de ganhar muito dinheiro em pouco tempo, por que será que optei por isso?

Acho que de todas as pessoas que eu tenho relação, somente eu mesmo, tenho noção completa da minha escolha, pois eu tenho uma coisa que nenhuma outra pessoa da minha relação tem. Eu tenho conhecimento de todo o caminho que eu poderia percorrer se tivesse optado por não ter optado na escolha de não ganhar dinheiro em pouco tempo.

A maioria das pessoas que tivessem a oportunidade que eu tinha em minhas mãos e tivesse o mesmo conhecimento que eu tenho, não teria optado pela minha opção.

Parece bastante sem lógica optar por não ganhar dinheiro em pouco tempo, mas minha opção foi por ter opção de vida e não ficar subjugado pelas escolhas de outras pessoas em relação a meu futuro, pois, se eu houvesse optando por aceitar tudo que me foi proposto, certamente eu não estaria escrevendo este livro e você não teria tido a oportunidade sequer de saber desta opção e eu muito menos teria tido a oportunidade de chegar aonde cheguei ao escrever este livro.

As “sombras” surgem quanto menos se espera que surjam, elas surgem nas conversas que temos com outras pessoas, surgem quando estamos lendo um livro, surgem quando estamos assistindo algum programa de televisão, ou seja, a cada momento, a cada segundo estaremos diante de uma nova “sombra” que poderá nos desviar do nosso caminho.

Como comentei anteriormente, minha própria vida foi feita de “sombras” que muitas vezes se tornaram obstáculos que atrapalharam meu caminho rumo a meu objetivo. Muitas vezes, eu fui abatido por estas “sombras” que não me deixaram chegar ao ponto que eu gostaria de ter chegado.

Como eu não esmoreci totalmente ao longo da caminhada conseguir chegar pelos menos aonde eu gostaria de ter chegado, obviamente levei um pouco mais de tempo.

Os conquistadores que conquistaram o mundo em pouco tempo, não se deixaram abater por estas “sombras” e não se desviaram de seus passos por este motivo chegaram em pouco tempo aos seus objetivos e novamente foram a campo e traçaram novos objetivos e novos passos foram dados, pois um conquistador não fica em berço esplêndido saboreando a conquista por muito tempo, pois, terá que enfrentar novos caminhos, novos passos em buscar de novas conquistas.

Isso faz com que não fiquemos parados no tempo e optemos sempre por buscar novos objetivos a cada novo dia.

Ao buscar novos objetivos, estamos vivendo nossa vida a cada momento, a pessoa que simplesmente deixa de ter objetivos na vida acaba morrendo ao poucos, em doses homeopáticas. Por isso é de suma importância que tracemos objetivos novos à medida que aqueles outros objetivos sejam atendidos, isso não quer dizer que não possamos ter em mente mais do que um objetivo de cada vez, podemos sim ter vários objetivos, porém temos que saber dividi-los em passos que nos propiciem buscar cada objetivo sem fazer com que um objetivo de se sobreponha ou atrapalhe a conquista de outro objetivo.

Eu mesmo tenho diversos objetivos, vamos dizer literários pela frente, mas tenho sempre em mente que cada texto somente será desenvolvido à medida que eu deixe um objetivo ser o foco naquele momento da minha vida, e que eu trace os passos de forma a que cada texto seja meu objetivo em cada caminho a ser percorrido ao longo do grande caminho que é a minha própria vida literária.

Desta feita, vamos dando um passo de cada vez, eu serei redundante nesta frase, pois eu gostaria que você tivesse isso sempre em mente, um passo de cada vez é sempre o que é importante na longa caminhada rumo a nosso objetivo.

À medida que vou dando um passo de cada vez, eu certamente vou incutindo em você que temos que dar esse passo de cada vez, sem ele jamais chegaremos a nosso objetivo.

Quando eu estou escrevendo este texto, tenho você em mente, você é o meu objetivo, eu gostaria de conseguir atingir a sua sensibilidade do seu eu interior, deixando claro que o mais importante na caminhada é você mesmo, ter você mesmo dentro de você, somente assim, você conquistará seu objetivo à medida que sua caminhada for sendo trilhada ao longo do tempo de sua própria vida.

Você tem que se abrir para você mesmo, sem isso, não alcançará seu objetivo, pois ele depende somente de você mesmo.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

6º. Passo - Seja positivo


Segue a divulgação dos passos descritos no meu livro Em Busca de Um Objetivo, disponibilizado no Clube dos Autores, vide link http://www.clubedeautores.com.br/book/46280--Em_busca_de_um_OBJETIVO

6º. Passo - Seja positivo

Desde o começo desta caminhada, eu venho falando em passos e até o momento não havia comentado com você, que temos que, antes de darmos estes passos, que foram dados até aqui, ter em mente o objetivo claro de nossos passos, inclusive delimitando pequenos objetivos ao longo destes passos para que consigamos alcançar o grande objetivo.

No meu caso especifico, eu tenho como objetivo escrever um livro onde eu possa compartilhar com vocês o que aprendi ao longo das minhas caminhadas em busca de meus objetivos.

Para que eu possa alcançar o objetivo de partilhar com vocês, minhas experiências em livro, eu preciso antes de mais de nada, traçar os pequenos objetivos que juntos formarão o grande objetivo que é ter este texto disponível para leitura de alguma forma no futuro.

Primeiramente, eu pensei em escrever o livro, depois disso, eu parei e refleti que tinha quebrar este livro em pequenos passos, para poder demonstrar a caminhada do alcance do objetivo ao longo de vários passos, com os passos finalizados na mente parti rumo à organização lógica do texto que você está lendo.

Observe que eu estou sempre refletindo a cada passo no que eu estou fazendo, que é confeccionar este texto para poder partilhar com você o sentimento dar cada passo rumo ao objetivo maior, que como eu mesmo disse é escrever este livro.

A equação de tempo versus a equação de passos nos levará onde gostaríamos de chegar, por isso é importante você traçar seu objetivo antes de começar a dar os passos, pois depois de traçado o objetivo cada novo passo deve nos levar por caminhos que nos levem realmente ao objetivo, pois se ficarmos nos perdendo pelo caminho, certamente não alcançaremos o objetivo.

Tenha sempre em mente, o positivo: vamos alcançar o objetivo. Nunca, eu disse nunca deixe o negativo se sobrepor ao positivo, pois se o negativo surgir e conseguir se desenvolver ao longo da caminhada, certamente estaremos diante da “sombra” que nos motivará a não alcançar o objetivo.

Quando comecei a escrever este livro, não havia me passado pela cabeça, o que efetivamente eu ia escrever. À medida que os passos estão sendo dados, a reflexão vai tomando conta de mim e fazendo com que eu chegue a cada frase destes passos.

Veja como é importante termos o esqueleto de nosso objetivo devidamente traçado, no meu caso, o esqueleto começa com o livro, os ossos são os passos, e cada passo vai formando o esqueleto parece óbvio, mas não é.

Muitas pessoas começando sonhando e jamais param para formar o esqueleto de seus sonhos, quanto mais para traçar cada passo para formar o esqueleto de suas vidas.

Sonhar, todos nós sonhamos com alguma coisa que gostaríamos de conseguir, de atingir ou de conquistar.

Somente os que conquistaram aquilo que se propuseram a conquistar, realmente traçaram seus objetivos quebrando em pequenos passos, sem essa quebra jamais conseguiriam conquistar qualquer coisa.

Objetivamente é impossível traçar de forma planejada cada passo que vamos dar, pois à medida que estes passos vão sendo trilhados nós vamos escolhendo portas a entrar e à medida que entramos nestas portas nos deparamos com novas escolhas que nos colocarão diante de tantas outras escolhas ao longo da caminhada.

É exatamente por isso, que não devemos nos abater diante do primeiro obstáculo rumo à longa caminhada, pois o obstáculo nada mais é do que uma nova escolha que temos que fazer para darmos o próximo passo rumo ao objetivo.

Muitas pessoas ficam presas ao passado de suas escolhas erradas e cada nova caminhada deixam os sentimentos do passado se sobreporem aos sentimentos do presente, fazendo com as “sombras” do passado superem a vontade de conquistar o objetivo, é por isso que os objetivos acabam não sendo alcançados, pois são muitos difíceis na cabeça das pessoas, pois elas se deixavam levar pelos erros do passado e ficam pressas naquele sentimento do perdedor, que perdeu a copa do mundo nos pênaltis simplesmente por que não teve vontade de ganhar o jogo dentro dos noventa minutos de tempo normal.

Os grandes conquistadores de objetivos traçam seus passos a cada dia, e através destes passos conquistam seus objetivos, sem se deixar abater por qualquer derrota ao longo dos próprios passos que estão dando, pois se a “sombra” aparecer, eles simplesmente superam o passo dando e escolhendo uma nova opção para o caminho que estão dando rumo aquele objetivo.

Um belo exemplo disso é o técnico da seleção brasileira de voleibol, o Bernardinho, a vida dele sempre foi feita de escolhas, ao longo de sua bem sucedida carreira, muitas sobras surgiram, muitas derrotas foram conquistadas, porém ele nunca esmoreceu diante das “sombra”s que poderiam atormentá-lo ao longo do seu caminho, prova disso, são as diversas conquistas que teve e tem ao longo de sua carreira de atleta.

É por isso, que temos que ter sempre nosso objetivo em mente, não simplesmente o sonho na cabeça, mais o como vamos conquistá-lo ao longo da equação do tempo versus a caminhada passo a passo.

Desta forma, vamos trilhando nosso caminho e conquistando nossos passos rumo ao futuro de nós mesmos.

A cada dia um passo, a cada momento, uma nova decisão, a cada opção, uma nova escolha, a cada novo passo, um novo momento e nova decisão e assim a mola da vida vai andando e nós vamos rumo ao nosso próprio futuro que é conquistar cada objetivo ao longo desta longa caminhada de pequenos passos.

Tenha em mente que a conquista somente depende de você mesmo, sem você colocar isso na sua própria cabeça jamais conquistará nada que se propuser a conquistar.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...